TESTE SEUS CONHECIMENTOS

 

 

1-O filme Dança com Lobos – Dance With Wolves  – de 1990 -, retrata um jovem militar (Kevin Costner) que pratica uma ato ousado e é considerado herói e vai servir por sua escolha em um lugar com forte predominância do povo Sioux. Com o tempo ele assimila os costumes dos nativos, acontecendo uma aculturação às avessas.

Com base no filme, o que significa aculturação às avessas?

Significa que não foi o índio que sofreu a aculturação do branco, mas o contrário. O militar, Kevin Costner, acabou adquirindo a cultura do povo Sioux.

2-A União Europeia dá continuidade ao seu processo de ampliação. Com o ingresso da Bulgária e Romênia em 2007, o bloco passa a contar com 27 países-membros.

(www.dw-world.de)

Vem de longe o esforço europeu para desenvolver estratégias que garantam a paz e o equilíbrio entre as nações que formam o continente europeu. No século XIX, por exemplo, a tentativa realizada pelas nações participantes do Congresso de Viena (1814-1815) foi rompida com a unificação alemã, fruto da política empreendida por Bismarck.

Apresente dois objetivos do Congresso de Viena e um efeito da unificação alemã sobre as relações políticas europeias estabelecidas na época.

Dois dos objetivos:

– redefinir o mapa europeu a partir dos princípios de legitimidade e das compensações

– restaurar o Antigo Regime

– impedir o retorno de Napoleão Bonaparte ao trono francês

– impedir o avanço das idéias liberais no continente

– construir uma política de intervenções militares para sufocar movimentos revolucionários liberais e/ou nacionalistas

 

Um dos efeitos:

– rompimento do mapa estabelecido pelo Congresso de Viena

– formação de alianças políticas bilaterais e trilaterais com claúsulas militares secretas

– estímulo à corrida armamentista – “Paz Armada”

– surgimento do revanchismo francês

– estabelecimento do Estado alemão como peça fundamental no equilíbrio de poder do continente europeu.

 

” Considerados em seu conjunto, são a parte mais baixa da sociedade. Ocupam uma posição intermediária entre o trabalhador e o aristocrata: ao empregar o primeiro, e ao ser empregado do segundo, insensivelmente contraem os vícios do tirano e do escravo. São os tiranos dos que estão abaixo deles, são os aduladores dos que estão acima deles: usurários por necessidade e hábito, aproveitam a debilidade do trabalhador e exploram tudo o que podem da vaidade do aristocrata. Desde logo, as classes médias são as destruidoras da liberdade e da felicidade em todos os países”

(GUARDIAN, 23 de março de 1833).

Com base no texto acima, desenvolva as questões 3 e 4.

3- Qual o tema deste texto de 1833?

Revolução Industrial. O tema relaciona a posição da burguesia na primeira metade do século XIX.

 

4-Relacione o texto com o momento histórico no qual foi elaborado.

Decadência do Antigo Regime e ascensão do liberalismo burguês.

 

“Em nome da Santíssima e Indivisível Trindade e conforme as palavras das Sagradas Escrituras (…), Suas Majestades o Imperador da Áustria, o Rei da Prússia e o Imperador da Rússia (…) permanecerão unidos por laços de verdadeira e indissolúvel fraternidade; considerando-se compatriotas, EM TODA OCASIÃO E EM TODO LUGAR ELES PRESTARÃO ASSISTÊNCIA, AJUDA E SOCORRO (…).”

(Artigo 1º do Tratado da Santa Aliança.)

 

O trecho destacado no texto anterior demonstra o caráter intervencionista da Santa Aliança no processo de Restauração europeia após a derrota napoleônica (1814 /1815 ).

Esta política das grandes potências absolutistas não conseguiu, porém, impedir por muito tempo o processo histórico que se desenvolvia, então, no continente europeu.

Desenvolva as questões 5 e 6.

5- Explique o que as potências continentais europeias pretendiam evitar com a criação da Santa Aliança.

A Santa Aliança foi organizada para combater eventuais revoluções de caráter liberal que ameaçassem o Estado Absolutista.

 

6- Cite um inibidor da ação da Santa Aliança na América Latina neste período.

A saída da Inglaterra em que não apoiava a recolonização da América Latina temendo pelo retorno do Pacto Colonial, prejudicial aos seus interesses econômicos no continente, enfraqueceu a Santa Aliança e sua atuação na Europa.

 

“Não eram os norte-americanos que serviam de exemplo a João de Deus e aos seus companheiros. Eram os “sans culottes”. A 12 de agosto de 1798, apareceram por toda a cidade manifestos manuscritos. Dirigidos ‘ao povo republicano da Bahia’ em nome do ‘supremo tribunal da democracia baiana’ apelavam ao extermínio do ‘detestável jugo metropolitano de Portugal.”

(Kenneth Maxwell e Maria Beatriz N. da Silva, O IMPÉRIO LUSO- BRASILEIRO – 1750-1822.)

Desenvolva as questões 7 e 8.

7- Como pode ser caracterizada a Conjuração Baiana?

Movimento emancipacionista de caráter popular.

8- Indique o nome da outra conjuração do século XVIII, cujos líderes conspiraram em segredo e, tomando como exemplo os Estados Unidos, advogaram governo republicano.

Conjuração Mineira.

9-Explique a crise política do Brasil durante o 1º Reinado, que culminou com a abdicação de D. Pedro I.

A crise foi motivada basicamente pelos seguintes fatores que geravam a desconfiança dos brasileiros em relação a Dom Pedro I:

– o autoritarismo do imperador evidenciado na dissolução da Assembléia Constituinte em 1823, por discordar das limitações ao seu poder, presentes  no texto constitucional e a outorga da Constituição de 1824, na qual estabeleceu o poder Moderador que lhe conferia poderes para interferir no legislativo e no judiciário;

– a crise financeira pela qual passava seu governo, agravada com os gastos e a derrota na guerra contra a província Cisplatina;

– a estreita ligação do imperador com o partido português no Brasil;

– o interesse do imperador na sucessão do trono português após a morte de Dom João VI.

 

10-“Se eu pudesse alguma coisa com Deus, lhe rogaria quisesse dar muita geada anualmente nas terras de serra acima, onde se faz o açúcar; porque a cultura da cana tem sido muito prejudicial aos povos: 1¡-) porque tem abandonado ou diminuído a cultura do milho e do feijão e a criação dos porcos; estes gêneros têm encarecido, assim como a cultura de trigo, e do algodão e azeite de mamona; 2¡-) porque tem introduzido muita escravatura, o que empobrece os lavradores, corrompe os costumes e leva ao desprezo pelo trabalho de enxada; 3¡-) porque tem devastado as belas matas e reduzido a taperas muitas herdades; 4¡-) porque rouba muitos braços à agricultura, que se empregam no carreto dos africanos; 5¡-) porque exige grande número de bestas muares que não procriam e que consomem muito milho; 6¡-) porque diminuiria a feitura da cachaça, que tão prejudicial é do moral e físico dos moradores do campo.”

(Adaptado de José Bonifácio de Andrada e Silva [1763 -1838], “Projetos para o Brasil”. São Paulo: Companhia das Letras, 1998, p. 181, 182.)

 

Retome o texto apresentado, escrito por José Bonifácio de Andrada e Silva.

A Assembleia Constituinte, à qual José Bonifácio encaminhou seus projetos sobre a escravidão, foi dissolvida em novembro de 1823 por D. Pedro I, que promulgou uma Constituição em março de 1824. Essa carta outorgada instituiu o Poder Moderador. De que maneira o Poder Moderador levou à centralização da Monarquia?

O Poder Moderador, constante na Constituição imperial, conferia ao imperador autoridade para interferir nos demais poderes. Por exemplo, podia o imperador dissolver a Câmara dos Deputados, convocar ou anular eleições, nomear ou demitir juízes e empossar Senadores. Assim sendo, o Poder Moderador representava o fortalecimento do poder imperial, através do fortalecimento do Poder Executivo, dando a monarquia um caráter centralista.

 

 

Faça o primeiro comentário a "TESTE SEUS CONHECIMENTOS"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*